5 Perguntas a se fazer antes de abrir uma franquia!

545

Tenho um amigo que abriu uma franquia de pizza e acabou gastando mais do que se tivesse aberto por conta própria. Em praticamente todas as etapas ele perdeu dinheiro. Por falta do suporte do franqueador, ele cometeu muitos erros que causaram prejuízos consideráveis. E além disso, ele é obrigado a pagar uma alta taxa de royalty sobre o faturamento ao longo de toda a vida do negócio.

Para você não cometer o mesmo erro, segue um artigo retirado do site Entrepreneur escrito por uma consultora de franqueados que sanará as dúvidas básicas a serem perguntadas para o seu franqueador.

Uma franquia permite ao proprietário ter a experiência de ter a liberdade do próprio negócio com a segurança operacional de um modelo de negócios comprovado.

O franqueado aprende mais sobre a parte financeira e embarca em um processo de descoberta. Eu, como um coach para candidatos a franqueados, gosto de prepará-los para o que esperar nas primeiras negociações e instruo a fazerem algumas perguntas essenciais para os franqueadores.

Depois que você solicita as informações do franqueador, o representante da franquia irá sanar as suas dúvidas. A partir de então, o seu processo de descobrimento da franquia inicia, e as duas partes passam a se conhecerem melhor. Há um processo mútuo onde ambos apresentam o que eles tem para acrescentar, e  o que esperam em troca.

O franqueador irá querer saber se você tem o que é necessário como pessoa, profissional e financiador do empreendimento. Você como um candidato a franqueado, irá querer saber se operar uma franquia vai te permitir ter um trabalho agradável, um retorno financeiro atrativo e um estilo de vida equilibrado.

Após esta troca, se não houver nenhum obstáculo como (o franqueador não opera na sua região ou se você está quebrado), espere receber uma apresentação do conceito da franquia pelo telefone ou e-mail. E então o franqueador irá deixá-lo por dentro de maiores detalhes assim que a negociação for evoluindo. Com um processo de descoberta bem-estruturado, você saberá os passos necessários para completar a negociação.

Muitas dúvidas surgirão, mas aqui estão cinco perguntas essenciais para qualquer candidato a franqueado fazer:

1. Como esta franquia funciona? Discuta com o franqueador qual é o negócio principal da franquia, qual é o faturamento, quem é o público-alvo, e como este público é atraído. Pergunte se eles esperam que o franqueado tenha um trabalho integral na franquia ou não.

Após receber a resposta da empresa, espere mais detalhes nas conversas seguintes sobre a parte operacional, marketing, software e tecnologia, imóveis (se for o caso) e outros fatos relevantes de negócios.

2. Quais os treinamentos e apoios contínuos são dados aos franqueados? Após ter um conhecimento básico do negócio e como ele funciona, você irá querer saber sobre os treinamentos iniciais e apoios dados ao longo do tempo. Descubra quanto tempo de treinamento será fornecido, e onde será estre treinamento, se é online, em uma sala de aula ou “em campo”. Pergunte sobre os meios em que será oferecido o suporte contínuo.

O franqueado não deve sentir dificuldade nas maneiras de entrar em contato com o franqueador se ele tiver dúvidas ou precisar de ajuda.

3. Qual é a vantagem competitiva da empresa? Descubra o que faz esta franquia prevalecer sobre seus concorrentes.

Pergunte sobre quem são os concorrentes, e o que a franquia faz de forma melhor ou diferente destes concorrentes. Isso o ajudará a determinar se o que a franquia oferece é atrativo para você e para os consumidores.

4.  A empresa tem um sistema operacional padrão? Uma das grandes vantagens de se trabalhar com franquias é o fato de não ter que reinventar a roda. Descubra se todos os erros de processo foram solucionados nas operações diárias. Descubra se há consistência no sistema operacional, que faz com que os consumidores em seu mercado local tenha a mesma experiência que outros de outras regiões.

5. Qual é o custo real de comprar esta franquia? Pergunte sobre as taxas iniciais (além da de franquia) que poderá ser aplicada para o treinamento, software ou localização. Tenha uma estimativa da empresa sobre qual será o investimento total envolvido. Descubra as despesas iniciais para abrir o negócio e se você terá que pagar pelo marketing da inauguração.

Aprenda quanto capital de giro você deverá ter para cobrir as operações até atingir o break even (a partir de onde o negócio começará a dar lucro). Descubra todas as obrigações financeiras.

Aproveite o processo de descobrimento da franquia e mantenha a mente aberta enquanto estiver descobrindo as possibilidades.

 

ANNA WILDS

CONTRIBUTOR
Franchise Consultant

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA