7 Desculpas que atrapalham as pessoas de terem sucesso!

676

Você já ouviu falar em Carlos Wizard? Ele criou o Grupo Multi, uma empresa multinacional brasileira e líder mundial no ensino de idiomas e cursos profissionalizantes.

Wizard escreveu um livro chamado “Desperte o Milionário que Há em Você”.

Apesar de eu gostar de livros de auto-ajuda, geralmente tenho preconceito com livros com títulos como este. Já comprei alguns que deram dicas bobas, principalmente aqueles de autores que são apenas escritores e nunca tiveram uma experiência sólida no mundo empresarial.

Mas como o autor era o Wizard, resolvi comprar e não arrependi. É de agradável leitura e tem dicas valiosas. O autor também escreve sobre as sete desculpas mortais para o sucesso que a maioria das pessoas dão.

É impressionante porque encaixa muito bem nas desculpas utilizadas por grande parte dos brasileiros, eu mesmo já ouvi todas!

As sete desculpas mortais

 

nada da certo

1) Aqui nada dá certo

O autor diz que as pessoas mal sucedidas geralmente não acreditam no lugar em que vivem. Estão sempre afirmando: “Esta cidade não é boa. Tudo que começa aqui não vai adiante. Já tentei de tudo e nada dá certo. Se fosse na capital seria diferente.” E o indivíduo da capital diz: “O problema é a cidade grande. Aqui já existe tudo. Essa cidade tem muita gente. Se eu estivesse no interior, seria diferente.”

Aposto que você também já ouviu tais desculpas. “Enquanto os derrotados mudam de cidade e fogem de si mesmos, os vitoriosos progridem tanto no interior quanto na capital.” diz o autor.

concorrencia

2) A concorrência é muito grande

Pessoas que dão esta desculpa se esquecem que existem profissionais e empresas bem sucedidas em todas as áreas. “É melhor não abrir negócio por aqui, já existe muitos concorrentes.” O autor afirma que sempre achou interessante abrir uma escola de inglês onde haviam muitos concorrentes, porque era sinal que a região para seu setor era um excelente negócio. Caso contrário os concorrentes estariam todos falidos.

A concorrência é essencial para trazer inovação e oportunidade para pessoas atender demandas que não foram detectadas anteriormente. A partir de então, elas não terão mais concorrentes, mesmo estando lado a lado. Ela adentrará em um nicho de mercado que só ela atende. Se dúvida, leia o livro “A estratégia do Oceano Azul”, de W. Chan Kim, Renée Mauborgne.

impostos

3) É preciso pagar muitos impostos

“Há pessoas que utilizam a desculpa dos elevados índices de impostos do Brasil na tentativa de justificar sua inércia profissional e empresarial.” diz o autor.

Realmente o Brasil é um país que se paga muitos impostos. Mas os impostos são para todos, e está ficando cada vez mais complicado para os sonegadores. O que quer dizer que a concorrência tende a ficar cada vez mais justa. Além disso, houve inovações tributárias como o Simples Nacional, que, apesar de não resolver, facilitou bastante o desenvolvimento de pequenas empresas.

falta dinheiro

4) Falta dinheiro

“Alguns “especialistas em dar desculpas” alegam que atualmente o povo está sem dinheiro e que há apenas três maneiras de ficar rico no nosso país: receber uma herança, ganhar na loteria ou casar-se com uma pessoa rica. Na realidade, nunca houve uma época mais próspera na história recente deste país em que as pessoas tem acesso a carros importados e tantos outros bens de consumo” diz Wizard.

E realmente é verdade. Quantos carros avaliados em mais de R$100 mil não vemos pelas ruas? Não é a população inteira que está sem dinheiro. Basta você criar um produto e/ou serviço diferenciado que você terá a prova.

crises e incertezas

5) Existem crises e incertezas

No livro o autor escreve: “Quem fala assim se esquece de que enquanto há indivíduos indo à falência há outros fazendo fortuna.” “Para o pessimista, não importa a condição da economia, diante de uma oportunidade ele sempre verá uma crise, ao passo que o otimista, diante de uma crise, sempre verá uma oportunidade.”

No momento brasileiro atual estamos em época de eleição. Quantas pessoas fugiram da bolsa de valores como se o país fosse acabar? Não acho que seja uma atitude sensata.

sem sorte

6) Não tenho sorte

Há quem pense que o sucesso é uma questão de sorte e oportunismo. Alguns passam meses sem trabalhar e se justificam dizendo: “Estou sem sorte. Não encontro uma colocação em minha área.” Essas pessoas costumam olhar o sucesso alheio com ciúme e inveja e, em tom de desprezo, dizem: “Para fulano tudo dá certo. Nasceu com a estrela.” Outros ainda pensam que “todo rico é ladrão, corrupto e aproveitador.”

As pessoas vêem o sucesso como caso de sorte e não enxergam as dificuldades que os bem sucedidos passaram para chegar até onde chegaram. Escrevi isto em meu post “O caminho solitário do investidor de valores”.:

Assim como nos negócios, temos o exemplo do mundo do atletismo. Todos enxergam o momento de prestígio máximo que vem após a vitória. Infelizmente ninguém consegue ver as lágrimas, o suor, o sacrifício que fizeram ao longo do tempo. A sociedade se interessa apenas pela a parte boa que é a conquista e reconhecimento.

A maioria das pessoas tem a oportunidade de obter grandes resultados em qualquer área que se dedicar. Mas esta maioria não está disposta a percorrer o árduo caminho que é necessário para alcançar tais resultados.

7) Qualquer outra desculpa

O autor deixa o sétimo item para o leitor imaginar qual desculpa seria. Todos nós temos uma desculpa extra que nos impede de corrermos atrás de nossos sonhos.

Na realidade, quem quer trilhar a estrada do sucesso não pode ficar preso a desculpas. Não existe aquela história de “a vida não sorriu para mim” ou “a vida foi cruel comigo”. Se você quiser se tornar próspero, precisa despedir-se de seu antigo eu para abraçar uma nova maneira de ser, sem bloqueios, complexos e desculpas.

Artigo baseado no livro “Desperte o Milionário que Há em Você” de Carlos Wizard Martins.

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA