Atenção: pode ter um bom investimento na sua frente!

440

No livro do Peter Lynch encontramos uma história curta sobre investimentos, mas  bem interessante. A história é sobre um bombeiro que viu que uma empresa com sede próxima a sua casa estava expandindo suas fábricas e pensou que ela devia estar ganhando muito dinheiro. Por isso ele não desperdiçou a chance de investir, e a parte escrita no livro se encontra assim:

Há uma história famosa de um bombeiro de New England. Aparentemente, de volta a 1950, ele notou que uma unidade local da Tambrands (na ocasião, a empresa era chamada de Tampax) estava se expandindo a uma velocidade impressionante. Ocorreu-lhe que eles não poderiam estar se expandindo tão rapidamente a menos que estivessem prosperando e, com base nessa suposição, ele e sua família investiram US$2 mil nas ações da empresa. Não apenas isso: ele investiu US$2 mil em cada um dos 5 anos seguintes. Em 1972, o bombeiro era um milionário.

Muitos analistas teriam desestimulado o bombeiro, já que  sua ideia era “simples demais para dar certo” e não requeria nenhum tipo de estudo teórico aprofundado. A ideia do bombeiro, baseada na observação e pensamento próprio, o fez milionário.  Warren Buffett também passou por algo parecido, como bem mostra o livro O Jeito de Peter Lynch Investir:

Em 1965, Warren Buffett passou cerca de um mês contando os vagões-tanque que passavam pela ferrovia de Kansas City. Buffett não estava interessado nos trens, mas numa empresa que fabricava aditivos para a gasolina transportada nos vagões. Queria saber se a demanda pelo produto estava aumentando. Quando os carregamentos, de fato, cresceram, ele comprou ações da empresa e embolsou um ganho de mais de 60%.

As pessoas gostam de complicar o que é simples.

Um investidor experiente no ramo de alimentação pensa que fazer investimento neste ramo é uma bobagem, é um ramo muito simples e provavelmente não dará tanto dinheiro. Ele tenderá a investir no setor de tecnologia por achar que essas são as empresas milagrosas, já que ele não sabe o que elas fazem para ganhar dinheiro.

O investidor experiente no ramo tecnológico achará “muito fácil para ser verdade” ganhar dinheiro com empresas que exercem esta atividade. Este segundo investidor investirá em empresas petrolíferas, porque ele não tem a mínima idéia de como é o processo de extrair petróleo e produzir combustíveis. Talvez isso sim seja uma atividade milagrosa!

Não! Você está fazendo tudo errado! Comece e se mantenha firme no seu círculo de competência!

De nada adianta aplicar fórmulas complicadas, ou fazer um discurso sobre as perspectivas futuras de uma empresa, se ela não ganha dinheiro. Investidores esquecem que ações são partes de uma empresa. As consideram números, probabilidades, estatísticas. Esquecem que são movimentadas por pessoas. Esquecem que as cotações das ações invariavelmente irão crescer se uma empresa está crescendo.

Fórmulas e dados aprofundados devem ser analisados depois da conferência básica sobre o ramo de atividade da empresa, qual a sua posição perante aos concorrentes e, antes de mais nada, se ela tem capacidade de gerar dinheiro. Se você não entende  o que a empresa faz, porque sequer cogita em investir nesta empresa?

Se você faz um investimento em uma empresa que ainda não deu dinheiro, você não estará investindo em empresas de fato. Estará em um sonho que pode não se tornar realidade.

E se você investe em uma empresa que não sabe como ela ganha dinheiro, você está cometendo um suicídio financeiro!  Seja como Peter Lynch, Warren Buffett e outros grandes investidores: nunca saia do seu círculo de competência!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA