CDB e CDI – Explicação em linguagem simples.

9648

CDB e CDI

Muita gente não sabe o que é CDB e CDI, algumas até confundem as duas e não sabem a diferença. Então vamos começar.

cdb e cdi

 

CDB (Certificado de Depósito Bancário)

Se o banco te ligar e fizer a seguinte proposta: me empresta R$1.000 que eu te devolvo R$1.000 e mais um pouco dentro de alguns dias. Você, com o dinheiro guardado no armário, vai pensar que é um bom negócio, já que dinheiro guardado no armário não dará para comprar nada dentro de algum tempo. Ou seja, não acompanha a inflação.

Assim você irá ao banco que havia te ligado e levará os R$1.000 com você. E o que ele fará para depois você ter provas de que emprestou o seu dinheiro para ele? Emitirá um Certificado de Depósito Bancário (CDB), que dirá quais foram as condições deste empréstimo. O prazo, a taxa de rendimento, o valor que ele pegou emprestado, entre outros. Então vamos ao conceito “mais bonitinho”:

Os certificados de depósitos bancários são títulos nominativos (emitidos em nome de uma determinada pessoa) vendidos a uma pessoa que deseja investir o seu dinheiro. Os bancos utilizam o CDB como forma de captar recursos com suas atividades de crédito. Portanto a pessoa “faz um empréstimo” ao banco em troca de receber juros ao longo de um determinado período.

O CDB podem ser pré ou pós-fixado.

Pré-fixado: quando o investidor conhece a taxa de juros e o rendimento no momento da compra do título. O banco irá te falar “Eu te devolvo o seu dinheiro com X de juros”. Ele já informa qual será o rendimento de seu investimento.

Pós-fixado: quando o indexador é conhecido, ou seja, você conhece o juros em cima desse indexador, mas não sabe exatamente qual será o rendimento final, pois pode haver alguma variação de um dia para outro. Geralmente as taxas atreladas à certificados pós-fixados são taxas como: Selic, IPCA, entre outras. O banco irá te falar: “Olha, eu pego esses R$1.000 com você, mas eu não sei exatamente quanto terei que te pagar no final. O que eu posso te garantir é que esses R$1.000 irá render a mesma coisa que esta taxa (SELIC, IPCA, etc) render no período.

O valor mínimo para aplicação em CDB varia de acordo com o banco que emite. No caso da Caixa Econômica Federal, por exemplo, você pode investir em CBD com valor a partir de R$1.000,00.

Existem também o CDB com Swap, que pode ter a taxa pré-fixada ou pós-fixada de acordo com o desempenho das taxas Selic, Cambial ou CDI. O montante mínimo desta modalidade geralmente é maior do que o CDB “comum”. Geralmente deve-se investir acima de R$100 mil. Basicamente o banco irá dizer: “Já que você está me emprestando um valor maior, eu vou te dar uma vantagem extra. O rendimento do seu dinheiro vai depender de quanto vai render a taxa, mas se esta taxa render pouco, eu vou te pagar X de juros. Isso será o mínimo que você vai receber.”

Obs: não dá para fazer saques mensais com o CDB.

As taxas incidentes

IOF: a alíquota básica do IOF é de 1% sobre o rendimento e  incide sobre regastes totais ou parciais feitos antes de 30 dias. Se você vender o seu certificado ou parte dele em um prazo inferior a 30 dias, a taxa irá variar de acordo com o número de dias que falta para completar os 30 dias. Por exemplo:

Você investiu R$10.000 em CDB e ganhou R$100,00: se você vender um dia após o prazo mínimo em que poderá resgatar, você pagará 96% do total do IOF. Ou seja, R$0,96 centavos, neste caso.

se você vender 10 dias após este prazo mínimo, você pagará 66% do total do IOF, ou R$0,66 centavos.

 se você vender 30 dias após o prazo mínimo, não haverá incidência de IOF.

Imposto de Renda

A cobrança de Imposto de Renda sobre os rendimentos do CDB varia conforme o prazo da aplicação :

  • até 180 dias, alíquota de 22,5%
  • de 181 à 360 dias, alíquota de 20%
  • de 361 à 720 dias, alíquota de 17,5%
  • mais de 720 dias, alíquota de 15%

CDI (Certificado de Depósito Interbancário)

Os Certificados de Depósitos Interbancários (CDIs) são títulos emitidos pelos bancos como forma de captação ou aplicação de recursos excedentes. É exatamente o que o banco faz com as pessoas físicas, só que desta vez ele pega dinheiro emprestado com outro banco.

A taxa de juros do CDI é considerada a taxa de referência para o custo de dinheiro, a taxa mais próxima da taxa livre de riscos do país. É a taxa muito próxima a utilizada pelo Governo Federal para vender seus títulos públicos, como Tesouro Nacional. Esta taxa utilizada pelo governo é a SELIC e a variação do CDI muitas vezes acompanha a variação da taxa SELIC. A taxa do CDI é muito utilizada para avaliar a rentabilidade de outros tipos de investimento. Provavelmente você já deve ter ouvido falar em “Esse investimento paga 110% da CDI.” Significa nada mais que tal investimento pagará 110% do rendimento da taxa do CDI. Se o rendimento do CDI for 10, estes 110% irá render 11.

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA