Crise: você está aproveitando a “promoção” de ações?

439

Agora é uma das melhores épocas para investir em ações, desde o final de 2008 e início de 2009.

Se este é o primeiro artigo que você leu por aqui, deve estar pensando que eu sou louco de dizer tal coisa.

Afinal, como alguém pode dizer isso, se a confiança da indústria tem o menor nível desde 1995?

Como alguém pode dizer isso, se os investidores estrangeiros estão fugindo do Brasil?

Como alguém pode dizer isso, se a inflação nos últimos 12 meses superou 9%?

Eu digo, porque eu penso no longo prazo. E quando se é investidor, você não pensa no que irá acontecer com a economia daqui a um mês, ou um ano. Você pensa sobre a perspectiva do seu país daqui dez ou vinte anos. Você acredita que será possível ganhar dinheiro no Brasil no longo prazo? Você acredita no potencial dos recursos naturais do país? Na massa de consumo de mais de 200 milhões de habitantes? No território gigantesco e na posição relevante que ocupamos no nosso continente? No mundo? Então você deveria estar investindo também.

E perceba que investimento não é somente em ações, apesar de ser a maioria dos assuntos tratados aqui neste blog. Todos dizem que o momento está favorável para renda fixa, e eu não posso discordar. Mas particularmente gosto mais de ações. Sou um investidor do tipo agressivo que não se importa muito em correr riscos. E tenho sangue frio para ver minhas ações caindo 20% ou mais em apenas seis meses.

A partir do momento que mantenho um fundo de emergência e estipulo uma proporção das minhas economias que irá para a bolsa de valores, não me importo com queda, se estou investindo em uma empresa que acredito. É óbvio que você nunca poderá investir um dinheiro que precisará no curto prazo, como bem ensina o mega-investidor Luiz Barsi Filho. E é para isso que serve o fundo de emergência.

Qual é a sua opinião sobre o momento de agora para investir em ações? Estou louco? Estou certo? Comentem abaixo!

 

 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA