Dicas que 12 pessoas bem sucedidas queriam ter recebido aos 22 anos.

Dicas que 12 pessoas bem sucedidas queriam ter recebido aos 22 anos.

785

virgin ceo

Quais as dicas que se daria se voltasse aos 22 anos?

Como você estava aos 22 anos de idade? A grande maioria responderá: “me formando na faculdade, entrando no “mundo real”, e embarcando na minha carreira profissional.

Talvez você deseja reescrever o seu passado. Ou talvez você esteja contente com as decisões que tomou ao longo de sua vida. De qualquer forma, provavelmente existem algumas coisas que você aos 22 anos queria ter aprendido e que agora você sabe.

Isso é exatamente o que LinkedIn perguntou a algumas das pessoas mais bem sucedidas do mundo para escrever o artigo “If i Were 22” (Se eu tivesse 22)

Mais de 60 líderes influentes compartilharam seus posts originais – junto com suas fotos aos 22 – repletos de pérolas de sabedoria baseado no que eles queriam ter sabido quando eles ainda tinham 22 anos. Aqui está o que 12 pessoas extremamente bem sucedidas falaram:

 

Arianna Huffington: Não trabalhe tanto.

Arianna Huffington: Don’t work too hard.

Cortesia de Arianna Huffington via LinkedIn

Ao longo do tour de seu livro “Thrive”, a presidente do The Huffington Post fez uma pergunta que surgiu algumas vezes. Foi algo do tipo: “Tudo bem que pessoas que já são bem sucedidas podem cuidar do seu bem-estar, mas as pessoas mais novas não deveriam dar o sangue para correr atrás do seus sonhos? Provavelmente dormir menos e ser constantemente multi-tarefa é a maneira mais rápida de chegar ao topo, não é mesmo?”

“Isso não poderia ser menos verdade”. Huffignton disse. “E por muito tempo, nós trabalhamos na ilusão coletiva que nos esforçar ao máximo e trabalhar por muitas horas é o preço para alcançar o sucesso.”

É isso que ela queria ter sabido aos 22 anos. “Eu queria voltar e dizer para mim mesma, ‘Ariana, a sua performance na verdade irá melhorar se você não apenas trabalhar muito, mas também desconectar do trabalho, recarregar as baterias e se renovar'”.

Este conhecimento, Hufflington diz, teria a salvado de muito stress desnecessário, preocupações, crises e ansiedade.

 

Richard Branson: Tenha uma intuição, mas faça algo com ela.

Richard Branson: Have a blast, but build your purpose.

Cortesia of Richard Branson via LinkedIn

Branson (a direita).

“Tem muita coisa que sei agora que queria saber antes quando tinha 22, ” disse o fundador do Virgin Group. “Eu gostaria de ter sabido que o Senhor Tim Berners-Lee iria inventar a internet, e então eu poderia ter inventado o LinkedIn – para não mencionar o Google, Twitter e Facebook!

“Também seria útil saber que o Steve Jobs iria inventar o iPod, e a internet iria revolucionar a indústria da música – eu teria vendido a nossa loja de cd’s e sair da indústria musical muito tempo antes.”

Sallie Krawcheck: As coisas não ficarão mais fáceis, mas se tornarão melhores.

Sallie Krawcheck: Things won’t get easier, but they’ll get better.

Cortesia of Sallie Krawcheck via LinkedIn

Krawcheck (segunda da esquerda para direita).

Krawcheck,presidente da 85 Broads e ex-executiva de Wall Street, queria que ela tivesse anotado o que funciona e não funciona para ela; o que ela gosta e não gosta; no que ela é boa e no que não é; o modo de trabalhar que combina com ela e o que não combina; e onde as suas paixões habitam e o que não é de seu interesse.

Ela diria a si mesmo aos 22 anos de idade que “não será fácil mesmo que decida o que deseja fazer: ao longo dos meses que você seguir este caminho, você será rejeitada por todas as maiores firmas de Wall Street…mas eventualmente você encontrará a firma certa…e será muito divertido. Não todos os dias, mas na maioria dos dias. Você será rejeitada com frequência. Você deverá ser resistente e suportar isso. E trabalhe muito. Isso realmente importa. Por favor, cheque sobre aquela verruga em seu ombro. E aquele cara que você está namorando? Péssima idéia. Serio.”

 

Deepak Chopra: Adote a sabedoria da incerteza.

Deepak Chopra: Embrace the wisdom of uncertainty.

Courtesy of Deepak Chopra via LinkedIn

Chopra (esquerda).

O que Chopra queria que soubesse aos 22 é adotar a sabedoria da incerteza.

“No início de minha carreira, eu tinha a segurança de saber exatamente para onde estava indo”, disse o popular autor e fundador do The Chopra Foundation. “Ainda assim não contei com as incertezas da vida, e o que estas incertezas podem fazer com uma pessoa.”

Ele pensou que a estabilidade era sua amiga, e a incerteza a sua inimiga. “Se eu soubesse apenas isso, como sei agora, que há alguma sabedoria na incerteza –  ela abre a porta do desconhecido, e apenas através do desconhecido é que a vida pode ser renovada constantemente”, ele diz.

 

Suze Orman: Dinheiro nunca vai definir você, você que define o seu dinheiro.

Suze Orman: Money will never define you; you define your money.

Cortesia de Suze Orman via LinkedIn

“Dinheiro nunca vai definir você. Você define o seu dinheiro.”

Isso é o que Orman Wishes queria ter conhecimento aos 22 anos.

“Quando você começa aos 20 e poucos anos, é natural pensar em tudo aquilo que você terá e fará assim que tiver dinheiro. Isso dá um poder muito grande para o dinheiro em sua vida. A vida não é sobre o quanto de dinheiro você ganha, mas a vida que você faz com o dinheiro que você já tem.”

Após desperdiçar seus 20 e poucos esperando e nunca ganhando mais que $400 dólares por mês, o apresentador de TV, autor e conselheiro financeiro viu uma mudança drástica. “Eu criei um plano financeiro bem sucedido, e estava ganhando mais dinheiro por mês do que costumava ganhar em um ano. Mas havia um problema: quanto mais dinheiro eu fazia, mais eu queria que as pessoas vissem o quão bem estava me saindo, financeiramente falando.”

Minha finança era uma bagunça, ela disse. “Mas ainda mais importante, meu dinheiro era uma bagunça porque eu era uma bagunça. Eu entendi tudo errado – gastava todo o meu dinheiro em coisas que não aderia em nada ao meu valor pessoal.”

 

Clara Shih: Aceite que o trabalho mais cobiçado pode não ser o trabalho certo para você.

Clara Shih: Accept that the most coveted jobs may not be right for you.

Courtesia de Clara Shih via LinkedIn

Shih (segunda da esquerda para a direita).

Shih, CEO da Hearsay Social, disse que ela não pode reclamar sobre como a sua carreira tem ido até agora – mas tem duas coisas que ela gostaria de ter contado a ela mesma quando tinha 22 anos:

1. Não escolha um trabalho somente porque é o mais desejado.

2 – Não escolha um trabalho baseado apenas no salário (a menos que você realmente precise muito)

“Especialmente quando você está no começo da carreira, uma das piores coisas que você pode fazer é sacrificar as suas oportunidades de aprendizado, crescimento e conexões valiosas para seu ego em troca de pequenas somas de dinheiro de curto prazo” ela disse. “Você deve isso para o seu futuro eu, tomar as decisões de hoje pelas razões certas e focadas no longo prazo.”

 

Craig Newmark: Comece a trabalhar na sua marca pessoa o quanto mais cedo.

Craig Newmark: Begin working on your personal brand early on.

Courtesia de Craig Newmark via LinkedIn

“As pessoas criam conceitos sobre você rapidamente, de um jeito ou de outro, e será difícil mudar esta percepção. É o que os marketeiros chamam corretamente de ‘marca'” diz Newmark, o fundador da Craigslist.

O que ele queria saber aos 22: “Você é o único responsável por sua marca pessoal desde o começo, e se você conseguir fazer direito, desde o começo, e proteger isso, será ótimo.”

“Nós nerds não somos bons nisso, pois criam imagens injustas de nós”, ele acrescenta “Isso pode ser corrigido ao longo do tempo, particularmente se você tiver senso de humor”.

 

Rachel Zoe: Aprenda as coisas no que você é bom.

Rachel Zoe: Learn what you’re good at.

Courtesia de Rachel Zoe via LinkedIn

“Quando você está apenas começando a carreira, é um momento incrivelmente excitante e aterrorizante ao mesmo tempo”, diz a estilista.

“Foi através de uma combinação de instinto e um grande conselho de meus pais, pelos quais eu sou eternamente agradecida. Eles disseram que eu estava apta a navegar no universo desconhecido da moda. Se eu voltasse atrás e pudesse fazer tudo novamente, este era os pontos que eu iria aprimorar; também são palavras de sabedoria que ofereço para qualquer um que esteja começando”.

  • Não olhe para o relógio o tempo todo desejando que o dia acabe logo.
  • Aprenda as coisas em que você é bom e nas coisas que não é.
  • Saiba o que priorizar.
  • Fique acima do drama.
  • Destaque-se nas entrevistas de emprego.

 

Jim Kim: Conheça como as outras pessoas vivem.

Jim Kim: Get to know how other people live.

Courtesia de Jim Kim via LinkedIn

Kim (direita).

Quando Kim, presidente do Banco Mundial, completou 22, ele estava um pouco infeliz. Ele estava a apenas dois meses na escola de Medicina em Harvard, quando em uma noite ele teve que memorizar uma matéria de anatomia. “Isso parecia realmente desanimante”, ele disse.

“Queria saber o que sei agora melhor sobre como me preparar para o futuro. Tenho duas sugestões que queria ter me contado quando ainda era jovem.”

A primeira, ele diz, é conhecer como as outras pessoas vivem. “Você deveria conhecer pessoas de todos os níveis sociais e entender o mundo delas”.

Segundo, “entender os benefícios da meditação, e outras práticas para acalmar a sua mente.”

 

Naomi Simson: O trabalho não se lembrará daquele final de semana em que você não dedicou a ele, mas seus amigos se lembrarão.

Naomi Simson: Work won't remember that weekend you didn't give it, but your friends will.

Courtesia de Naomi Simson via LinkedIn

Simson, a fundadora da RedBallon e ex-diretora da Apple, disse que diria a ela com 22 anos para se divertir, ter menos pressa, respirar mais, comer alimentos crus e fazer ioga. “Eu trabalhei muito, estava focada, determinada e disciplinada. Mas não necessariamente me dei espaço e tempo para a criatividade e auto expressão”, ela disse.

“Eu me encorajaria a gastar um tempo nutrindo as minhas amizades – pessoalmente. Ligar para meus amigos, fazer planos, fazermos algo juntos – compartilhar experiências. Rir muito todos os dias. Você não faz amigos através de uma cutucada no Facebook.”

 

Christopher Elliot: Aprenda o máximo que puder.

Christopher Elliot: Learn as much as you can.

Courtesia de Christopher Elliot via LinkedIn

Elliot desejaria que ele tivesse sabido algumas poucas coisas aos 22.

O autor, defensor dos consumidores, e jornalista falou que diria a si mesmo para enfrentar grandes desafios, para aprender muito sobre números e palavras – e ainda mais sobre pessoas – para ler poesias, para usar dados para guiar o próprio comportamento e drama para persuadir outros. Para seguir em frente quando for a hora, para ser um bom discípulo até estar pronto para ser um bom líder, para gastar mais tempo com as pessoas que ama, e aprender a dançar.

Finalmente ele diria para si mesmo: “Não se preocupe muito com o fato de que você já esteja ficando careca. Você ficará melhor sem os seus cabelos.”

 

Lora Cecere: Leia o livro ‘Caminho Quadruplo.’

Lora Cecere: Read the book 'Four-Fold Way.'

Courteia de Lora Cecere via LinkedIn

“Ah, mas se eu pudesse voltar…”, disse Cecere, CEO da Supply Chain Insights. “Quando tinha 22 anos, eu estava iniciando no segundo grau da faculdade. Minha mente estava cheia de esperança e promessas. Eu era idealista. Determinada e agressiva, eu tinha grandes expectativas.

“Agora estou com quase 60. Vinte dois foi há muito tempo atrás. Então, eu tinha uma cintura mais fina, e não havia rugas em minha testa. É difícil para mim voltar 40 anos atrás , mas eu aceito o desafio. (Ainda que seja um passo muito grande na para minha história)”

Se eu tivesse 22 de novo, Cecere disse que iria ler o livro “Caminho Quadruplo” e passado um tempo internalizando o conhecimento. “Se eu tivesse feito isso, a minha vida teria sido mais fácil e menos estressante.”

Então o que é “O caminho quádruplo”? “É um livro do conhecimento”, ela explica. “Minha cópia já está gasta. O manuscrito mostra as normas e comportamentos que haviam quando as tribos nativas americanas reuniam-se e formavam um conselho interno. Nações diferentes descobriram alguns princípios que melhoraram o resultado de seus próprios conselhos. A dica pode parecer simples, mas é profunda.”

 

Fonte: http://www.businessinsider.com/what-successful-people-wish-knew-at-22-2014-5?op=1#ixzz3GiM37Cmj

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA