Buy and Hold: fazer preço médio é uma boa estratégia?

892

preço medio

Fazer preço médio ao investir em ações é uma estratégia comum entre investidores. Entretanto há alguns requisitos básicos para adotar essa tática. Veja quais são:

  • Nunca pagar um preço acima do que é considerado justo para determinada empresa

Pagar acima do preço justo apenas para dizer que está investindo o seu dinheiro é uma ação impensada. É melhor aplicar o seu dinheiro em renda fixa e esperar o momento certo de comprar sua ação. Compre apenas até o preço justo. Se não estiver no preço justo, até mesmo aplicar na poupança será melhor investimento. (mesmo sabendo que ultimamente a poupança apenas acompanha a inflação)

Muitos investidores são extremamente otimistas com o futuro das empresas que investem. Possuem uma fé exagerada no crescimento de seus lucros e  na proporção em que seus investimentos irão crescer no próximo ano.

Deve-se tomar muito cuidado. Em investimentos é mais conveniente ser pessimista à otimista. É melhor ganhar pouco dinheiro, mas com ganhos anuais consistentes. De nada adianta fazer os seu dinheiro correr feito um atleta de 100 metros rasos, se depois ele irá sair em uma ambulância. Busque por maratonistas da São Silvestre. Devagar e sempre que se chega longe.

  • Evitar comprar quando a bolsa está  próximo a um  topo histórico ou após uma grande alta repentina

Não é o índice ou a proporção da alta que irá lhe atrapalhar, e sim suas emoções. Nesta época passamos a observar que todos ao nosso redor estão ganhando bastante dinheiro, e sentimos que estamos “ficando para trás”. O nosso psicológico nos trai e faz com que paguemos preços exorbitantes por determinadas ações populares. Praticamente todas as ações se tornam sobrevalorizadas.  É, inclusive, o momento predileto para a realização de IPO, (oferta pública inicial) que são empresas ingressando na bolsa de valores. Os investidores, levados pelo grande otimismo, engolem praticamente todas as empresas ofertadas. Considero a pior época para investir em ações.

Essa condição é um pouco polêmica porque abre algumas exceções, são as empresas que normalmente se encontram subvalorizadas devido as seguintes situações:

  • Empresas de baixo volume negociado
  • Empresas em dificuldades temporárias
  • Empresas reestruturadas que ainda não retomaram completamente os lucros normais

Conclusão

Sou à favor da prática do preço médio de uma maneira um pouco diferente dos investidores convencionais. Estes retiram uma parcela de seus salários todos os meses para aplicar em ações, independente da condição do mercado financeiro ou da empresa em que estão investindo. Considero arriscada esta forma de investir, pois o investidor acabará pagando demais em algum momento, prejudicando o seu rendimento.

Estude, pesquise, dedique um tempo diário para este fim e estime, todos os anos, o preço justo para a empresa que você investe. Seja um pouco pessimista e abaixe o preço inicial que encontrará. Se deixe levar pelo pessimismo quando todos estão otimistas, e pelo otimismo quando todos estão pessimistas. Essa é a condição mental ideal para investir em ações.

Para os que não gostam de estudar, recomendo investir em um fundo de ações confiável. É melhor do que investir em qualquer ação sem saber o que está fazendo.

 

4 COMENTÁRIOS

  1. Belo site, otimo conteúdo, gostaria de saber se poderia republicar seus artigos em meu site ( Todos com link follow para devida fonte é claro).
    Obrigado e sucesso!

  2. Pensamentos extraordinários. Não nos conhecemos, mas aplicamos de forma igual. Parabens pelas publicações!!!

DEIXE UMA RESPOSTA